terça-feira, 21 de novembro de 2017

Inferno

"Os que gritam fortemente contra o inferno, crêem nele mais do que nós "(porque)
"É a corrupção do coração que faz negar a existência do inferno"
 - Mons. de Ségur . 

Imagem : o inferno em perspectiva - Dante Alighieri . 

De fato é tradição em todos sistemas religiosos ou das religiões a existência de tal lugar, que perde-se num tempo tão longínquo ou na historia da humanidade.





quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Bernardo de Claraval e Templários

Os 3 passos da experiência mística,segundo Bernardo de Claraval*



1: Consideração - Olhar as coisas de fora pois elas permanecem objetos de nossa subjetividade .
2: Contemplação - Participação do "Templo" , santo dos santos.
3: Excessus - Sair de sí , excede a existencia normal ; o homem é levado para fora de sí sem perder sua identidade . ou Raptus - ser tomado pela experiencia mistica .
*Bernardo de Claraval foi o criador das regras monásticas participando do nascimento da Ordem Templária. Comprova-se assim que a Ordem do Templo jamais seguiu qualquer linha satanica, após mitos e lendas surgirem via Maçonaria , deturpando-a. A Maçonaria não é nem herdeira , nem sucessora da Ordem do Templo.  Bernardo foi um dos maiores nomes da mística cristã.

domingo, 22 de outubro de 2017

Templários e o Brasil



O Templário Afonso Henriques, da Ordem de Cristo, sucessora da Ordem do Templo, o 1 Rei de Portugal, unificou os condados e formou o primeiro reinado português logo após a vitória na Batalha de Ourique em 25 de julho de 1139 contra o Islã, impedindo a tomada completa da Europa pelos muçulmanos. Da mesma forma que o Imperador Romano Constantino e sua famosa "visão" em sonho na qual foi recomendado marcar o simbolo da cruz nos escudos de seu exercito para vencer na batalha da Ponte Mílvia , e venceu, Dom Afonso também teve a visão que venceria o islã pouco antes dessa famosa batalha, visão essa chamada de "o milagre de Ourique", e venceu.







 Essa história templária está ligada diretamente ao Brasil, que posteriormente rompeu a sequencia dos únicos reinados que se conhece de inspiração direta (divinas) , com D.Pedro I junto á Maçonaria, e na sequência da infiltração maçônica, a proclamação da República com a destituição de D. Pedro II. A verdadeira história do Brasil está amplamente ocultada




Túmulo do Templário Dom Afonso Henriques na Igreja e Mosteiro da Santa Cruz

fonte: imub.org

sábado, 21 de outubro de 2017

Templários no Brasil

“A expansão portuguesa (e o descobrimento do Brasil) não foi, nem fruto do acaso, nem um feito político da Coroa ou de cortesãos esforçados, antes a missão de uma >>>>>Ordem iniciática<<<<<.” 
- Manuel J. Gandra . 



O primeiro nome dado ás terras descobertas pelos Templários da Ordem de Cristo portuguesa, sucessora da Ordem do Templo, "Terra de Vera Cruz " cuja 1 bandeira fincada no solo não foi a do Rei de Portugal, nem da coroa portuguesa mas sim da Ordem, a famosa Vera Cruz que estampavam as caravelas portuguesas dos Templários. As novas terras não pertenciam 'a coroa, mas sim aos Templários que vieram aqui tomar posse em 22 de abril de 1500 , pela Ordem - Vera Cruz é o simbolo iniciático conhecido do cristianismo e da Ordem cristã .Depois a Maçonaria dominou  desde Portugal até o Brasil - aqui fazendo imperador e depois instalando a Republica. A maçonaria não é nem herdeira nem sucessora da Ordem do Templo . 




 A carta de Mestre Joao escrita entre 28 de abril e 1 de maio de 1500 derruba a falsa afirmação que veio a se tornar tradicional que os navios Templários acabaram aqui por acaso, nesse trecho: 
"Quanto, Senhor, ao sítio desta terra, mande Vossa Alteza trazer um mapa-múndi que tem Pero Vaz Bisagudo e por aí poderá ver Vossa Alteza o sítio desta terra; mas aquele mapa-múndi não certifica se esta terra é habitada ou não; é mapa dos antigos e ali achará Vossa Alteza escrita também a Mina"
Os "Contos de Cantuária" relata também o comercio retirando do Brasil a madeira em 1386, pelos Templários. Há diversas especulações sobre mapas de navegação antigos mostrando o continente sul americano, inclusive o famoso mapa de Piri Reis apontando um lugarejo chamado "Ianero" na localidade da atual cidade do Rio de Janeiro
-ou seja, as terras ja eram conhecidas. A verdadeira História do Brasil está amplamente ocultada.




Pedro Àlvares Cabral foi o ultimo Templário


fonte: imub.org

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Szondi



Leopold Szond  em sua psicologia do destino provou cientificamente que grande parte de nossas escolhas ruins recebe influencia de nossa ancestralidade .Seus estudos e pesquisas começaram quando da simples pergunta : O que impedia a liberdade no homem? A resposta vem de nossos antepassados e padrões repetitivos sub-conscientes agregados em cada um de nós , ou seja, carregamos boa parte ruim ou o karma de nossos antepassados durante toda nossa vida - exceto se o padrão inconsciente for quebrado , ou a "maldição for interrompida" , o destino da pessoa praticamente está determinado por nossas escolhas repetidas sob forte influencia desse inconsciente ancestral . Isso é um conceito conhecidíssimo de religiões tradicionais . Por isso civilizações antigas tinham o costume do culto aos ancestrais como forma em "apaziguá-los" na vida do individuo descendente. Esses costumes dos antigos foi levada adiante por tradições religiosas com o Cristianismo, por ex. Hoje em dia não mais praticamos tais rituais e assim carregamos sem solução os entraves mais negros de nossos ancestrais. Explica-se em certo ponto, talvez totalmente, porque problemas na psiqué como depressão, histerismo e a psicopatia está envolvendo tantos na sociedade, e ao mesmo tempo nos mostra o tamanho de nossa responsabilidade perante filhos e netos.
Percebe-se que tais estudos de Szondi corroboram com areas atuais como por ex. a constelação familiar . Uma das soluções contra o destino trágico aprendidas de Szondi é jamais fazer amizades na qual te levam para baixo. Ser amigo distante de alguém que te eleve, que te chacoalhe com objetivo em te melhorar, que curte as mesmas coisas boas que voce , é infinitamente melhor que ter dezenas de amigos reais ao seu lado mas que detestam o que voce gosta.Isso tem um significado mais profundo que se imagina: está em jogo escolhas como ser direcionado inconscientemente por tais padrões ancestrais ou conscientemente toma decisões sob égide em padrões universais positivos. O ego escolhe tornar-se um refém desse inconsciente via compulsões como por exemplo, roubar o proximo, ou torna-se senhor de um novo futuro subordinando o padrão ancestral a um valor universal positivo: não roubar, pois assim não prejudica o próximo. Na terapia dessa linha ou escola psicanalitica, não significa que o ego forma esse novo futuro negando essa ancestralidade, mas sim o contrário : compreende esse padrão ancestral e assim parte para um outro modo, e esse é o conceito de liberdade de escolha em resposta 'a pergunta inicial.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Castas modernas

De um ponto de vista Tradicional, aprendemos com eruditos e sábios que o sistema de castas ainda predomina no mundo mas de uma forma psicológica, amplamente invertida. O sistema original valia-se do Dharma individual, onde cada indivíduo sabia sua posição social em comunhão com suas caracteristicas próprias; era um contato espiritual, além psiqué. Desse modo alcançava a plenitude do ser. Inexistia pressões entre cada uma das castas. 
Vamos tentar explicar : 
Em tempos perdidos de tão antigos, chegou-nos em forma de mitos e lendas que o poder espiritual e temporal tinha origem na virtuosidade metafisica e seu contato espiritual superior. Muitas sociedades nesse período perdido eram governadas por um Rei sacerdote e tais sociedades nos deixaram em forma de ruínas essa caracteristica refletida nas obras de arte e templos sagrados. A classe mais baixa vivia basicamente pelo dinheiro e o que podia adquirir.




A cada degeneração , tais sociedades desaparecem e nos deixa um legado seguinte na forma do poder de um rei guerreiro pertencente 'a respectiva casta militar sem o contato espiritual , refletindo o período na arquitetura : fortificações, castelos com seus muros altos protegem a sociedade e o mercantilismo começa a tomar forma . 




Depois dessa fase , nova degeneração: o mercantilismo toma forma e a classe burguesa se apodera do poder - refletindo nas obras : abertura de diversos comercios, industrias, e a arquitetura refletida em mansões, casas, etc.





Hoje em dia vemos essa inversão na forma da sociedade viver basicamente pelo dinheiro - o que antes era caracteristica da ralé, hoje é perseguido por praticamente todos membros da sociedade . A casta (psicologica) dos burgueses domina amplamente o comercio, serviços e a industria , com a casta logo inferior (trabalhadores no geral) buscando seu sustento.
Presidentes sem estudo, psicopatas e degenerados são eleitos no sistema que reflete a degeneração das castas - a democracia - onde quem manda no voto é o poder do dinheiro que é comprado com o devido marketing. 
Desnecessário dizer que a classe sacerdotal e filosófica além de não raro ser amplamente ridicularizada, também segue na mesma onda degenerativa. A arquitetura reflete esse periodo atual : padronizada, como nos nossos atuais prédios de apartamentos padronizados - os '"pombal" infestando o horizonte.




A forma psicologica em cada individuo ainda indica a casta 'a qual pertence.
 Desnecessário afirmar que a maioria ainda vive na casta antiga e mais baixa: busca pelo dinheiro. Estamos no final dessa inversão total das castas com a degeneração total que o comunismo promove, tomando conta de todas sociedades pelo mundo: os piores governam via promessa da felicidade nos bens materiais divididos igualmente 'a todos. 
As consequencias desse materialismo são óbvias e vizíveis 'a qualquer um que queira enxergar essa perda de sentido, significado e espiritualidade em forma do distanciamento do dharma individual: grande parte dos indivíduos totalmente vazios, perdidos em vícios e paixões, caídos no ateísmo ou materialismo, desconectados da espiritualidade, ou pertencentes 'a espiritualismos materialistas toscos, enchendo salas de espera em clinicas de psicanalistas ou entupidos de remedios contra depressão, transtornos e outros tipos de disfunção na psiqué .



sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Transcendência

"A virtude não é senão o prelúdio pedagógico da percepção culminante, que ultrapassa todos os pares de opostos. A virtude subjuga o ego voltado para si mesmo e torna possível a convergência transpessoal " 



Símbolo místico máximo auto-evidente que se perde no tempo e na história da humanidade. Lendas e mitos derivados desse dominio , que se espalham em todas civilizações desde que o mundo é mundo .



- Só existe um caminho , a "via da mão direita" que permite o domínio sobre os "dois monstros" pelo herói. O outro é ilusório e decadente.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

" o Silencioso"

" o Silencioso " ou Sábio (Mumi) - A Mitologia, os rituais religiosos e a Metafísica são guias para a iluminação. Não são a experiencia em sí. As verdades cientificas lidam com hipóteses após observações na qual tentam aproximar-se da coisa observada, transmitindo o conhecimento divulgando-o. O caminho para a transcendência na espiritualidade é raro, silencioso e único, por isso tal experiencia não pode e não consegue ser transmitida.



*Imagem: mestre budista Liu Quan . Séc XI ou XII

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

"Artistas"

"Nossas pequeninas histórias de realização se afiguram dignas de pena.Conhecemos bem demais o amargor do fracasso, da perda, da desilusão e da não-realização irônica que corre até mesmo nas veias daqueles que o mundo inveja! Daí por que não estamos dispostos a atribuir à comédia o alto posto da tragédia.
A comédia como sátira é aceitável.
>>>Como brincadeira, é um agradável paraíso de fuga.<<<"

(Campbell)




terça-feira, 12 de setembro de 2017

Consciência de si

Foi dito que cada consciência é a imagem do que está acima dela e o modelo do que está abaixo dela; isso significa que , sem sair de sí mesma, ela pode conhecer tudo o que existe . Mas, ao abrir diante de nós o infinito, a consciência nos mostra a miséria de todas as nossas aquisições. Para que serviria a consciência se ela encerrasse o eu em seu próprio cerco ? No entanto, ao revelá-la, ela nos convida incessantemente a superá-la. E é por ser desinteressada que ela nos livra de nosso apego a nós mesmos e, por conseguinte, de nossos limites.
- Louis Lavelle


sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Cegos

"Diz-se a um cego, estás livre, abre-se-lhe a porta que o separava do mundo, vai, estás livre, tornamos a dizer-lhe, e ele não vai, ali ficou parado no meio de rua, ele e os outros, estão assustados, não sabem para onde ir, é que não há comparação entre viver num labirinto racional, como é, por definição, um manicômio, e aventurar-se, sem mão de guia nem trela de cão, no labirinto dementado da cidade, onde a memória para nada servirá, pois apenas será capaz de mostrar a imagem dos lugares e não os caminhos para lá chegar." - José Saramago.

Mateus, 15:14 - “Deixai-os; são cegos condutores de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova."



sábado, 15 de julho de 2017

Eremitério

Coisas que poucos explicam a finalidade, seja por desconhecimento histórico, desconhecimento da literatura espiritual e mística  ou ausência de espiritualidade. Asoka, por exemplo, após se converter ao Budismo construiu centenas, talvez milhares de eremitérios que são  locais na quais os interessados pelas coisas divinas isolam-se do mundo e se preparam 'a santificação. Não foi só ele quem construiu...tais locais estão espalhados pelo mundo, e suas construções se perdem no tempo. Desde as mais sofisticadas até as mais rupestres. Desde as escavadas no subsolo, até as escavadas na rocha. Desde as menores, até as maiores.  












Acima temos o simbolismo caracteristico de um local sagrado: é o local onde há comunicação com  o divino simbolizado pelas escadas que tanto descem quanto sobem na parte superior   


sábado, 1 de julho de 2017

Verdadeiros Homens


Os Verdadeiros Homens dos tempos antigos não sabiam nada a respeito do amor à vida nem do ódio à morte. A entrada na vida não lhes causava nenhuma alegria; o sair dela não despertava nenhuma resistência. Serenamente eles iam e vinham. Não esqueciam qual havia sido sua origem e não inquiriam sobre seu fim. Eles aceitavam a vida e a desfrutavam; passavam por cima do medo da morte e retornavam a seu estado anterior à vida. Dessa maneira, havia neles o que se chama ausência de toda intenção de resistir ao Tao e ausência também de qualquer esforço através do Humano para estar entre os Celestiais. Assim eram aqueles que são chamados Verdadeiros Homens. Suas mentes estavam livres de todo pensamento; sua conduta era tranqüila e estável; suas testas irradiavam simplicidade, Qualquer frieza provindo deles era como a do outono; qualquer calor provindo deles era como o da primavera. Sua alegria e raiva assemelhavam-se ao que vemos nas quatro estações. Eles agiam em relação a todas as coisas de maneira apropriada e ninguém podia conhecer o alcance dos seus atos.

- Chuang Tzu. Livro VI, Parte 1

Eu quero, tú deves

Democracia e espiritualidade não combinam. O "eu quero" são princípios de prazer ou impulsos primitivos de um homem (ou mulher) primário resumindo as duas primeiras finalidades ( os principios do prazer em Freud), e distantes da espiritualidade, que os homens vivem e lutam em acordo com a doutrina do Yoga : amor/prazer ; poder/sucesso . Ordem/virtude (o Dharma) e libertação da ilusão são os ultimos estágios espirituais, com seus deveres. O "eu quero" com sua liberdade de escolha produz direitos que cada vez mais dissociam um individuo do outro, sendo tal consequencia a principal caracteristica na espiritualidade no ocidente infestado de direitos, produtos do desejo. Tal ato de escolha produz experiencias que realimentam o ego que por outro lado torna o individuo estritamente responsável por suas escolhas no sentido da finalidade espiritual , enquanto o separa do outro, da natureza e do divino. O caminho é duro e individual , ao contrário da espiritualidade oriental na qual métodos e práticas tradicionais procuram a extinção do ego rumo 'a união divina,e por isso o desejo inexiste e a vontade não é mais dele. O espiritualista oriental considera necessário ultrapassar a infantilidade do "eu quero" rumo 'a responsabilidade do "tú deves". Aqueles ligados ao "eu quero' são infantis e estão no 1 passo, rudimentar, do humano. Aqueles ligados ao "tú deves" estão nos ultimos passos.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

No princípio era o verbo,

«No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.» (João 1:1)
"Toda tentativa de provar que a vida se formou por acaso, tão logo certos fatores se combinaram nas proporções adequadas para produzi-la, sem que nenhuma causa inteligente os impelisse a tanto, está condenada na base. Quanto mais a afirmam, mais proclamam, sem o perceber ou sem admitir que o percebem, que o composto só adquiriu força geradora de vida graças, justamente, às proporções, à razão matemática entre seus elementos; e que essa proporção, se teve o dom de produzir esse efeito no instante em que os elementos se encontraram -mesmo admitindo-se que se encontraram fortuitamente-, já o possuía desde muito antes desse instante, já o possuía desde toda a eternidade. E basta saber o que significa razão ou proporção -“ratio”, “proportio”, “eidos”, “logos”- para entender que nenhuma proporção pode valer sozinha e isoladamente, fora da ordem matemática integral entre todos os elementos possíveis.
Se determinada combinação de elementos pôde gerar determinado efeito, é porque o sistema inteiro das relações e proporções matemáticas que moldavam e determinavam essa possibilidade preexistia eternamente à sua manifestação. No princípio era o “logos”, e não há nada que o apelo ao acaso possa fazer contra isso."

*Só não enxerga quem estiver profundamente cego de alma, espiritualmente MORTO.