sexta-feira, 31 de julho de 2009

A Fé não remove Montanhas

As vendas de livros sobre técnicas de auto-ajuda multiplicam-se. Há soluções para todos os problemas, basta ter fé, vontade e pensamento positivo. Na mesma direção vão as igrejas fundadas, diariamente, por qualquer pessoa, bastando ter uma Bíblia numa mão e uma sacola em outra. O que se espanta é a quantidade de pessoas que querem passar por esse "caminho estreito" e pela "porta apertada" que é o progresso material e o desenvolvimento moral, usando somente a fé e a vontade de poder.
Se os livros são best-sellers e as igrejas estão lotadas, então não podemos negar que as pessoas encontraram o que procuravam.

O que essas pessoas procuram?

Segurança.
Segurança que encontram na fé, num guia e num rebanho.
É uma forma primitiva e infantil de segurança, mas, pelo que observamos, funciona. Assim é o homem inconsciente. Ele tem fé que a fé "remove montanhas", mesmo que a sua não tenha sido capaz de remover um grão de areia. Para ele, entretanto, esta foi a causa do seu sucesso. Os insucessos foram provações. Se faltam, ou lhe são escassos os bens materiais, e, normalmente, o são, a sua fé de ganhar uma fortuna no bicho ou na loteria continuam.
O "pensamento positivo" aliado à "vontade de poder", "o poder do inconsciente", "o poder cósmico da mente", "doença" que ataca de forma mais acentuada pessoas de maior nível intelectual, transformam um homem num deus: só não é rico e feliz quem não quer. E, certamente, o poder da mente deve ter como aliados, técnicas e espertezas. Mas o mais importante é acreditar.
A fé é um elemento comum a todas as classes sociais. Ela tem uma grande vantagem: se a pessoa não consegue os resultados desejados nesta vida, há a certeza do céu e da felicidade eterna. Mas é preciso ter fé!
A fé promove certezas. Nada mais perigoso do que um "homem que tem certezas e um Deus que está no céu", como já disse alguém. Tomado pela "santa ira" ele é capaz das maiores monstruosidades, cujos relatos, diariamente, aqui e agora, entram em nossas lares pelos modernos meios de comunicação.
A fé não remove montanhas, os poderes da mente, na sua maior parte, continuam desconhecidos e sem controle consciente. A fé e o pensamento positivo tem inegavelmente uma grande vantagem: manter o otimismo de pessoas com baixo nível de consciência.
Não é a fé, nem a religião, nem a força do "querer é poder" que promovem a evolução moral e o progresso material da humanidade. Quem promove o desenvolvimento material é o mérito. Mérito que se adquire pelo esforço, pelo estudo, pela pesquisa, pelo trabalho, "suando a camisa", mantendo a mente e o coração abertos ao novo, ao diferente, ao desconhecido em qualquer idade e em qualquer tempo. Nada nos é dado gratuitamente, tudo o que somos e temos é porque assim merecemos.
E o que dizer da evolução moral ?
Será que não percebes que o mundo violento lá fora é fruto da violência presente no interior de cada um de nós ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário